Refinaria Abreu e lima

Sobre a Refinaria

O projeto de construir uma nova refinaria nasceu com a descoberta de novas zonas produtoras de petróleo no Brasil durante os anos 1990. Com essa descoberta,  foi uma necessidade de construir novas refinarias para que o país possa, no futuro, exportar essa riqueza.

Durante muito tempo se discutiu qual seria a melhor localização para a refinaria. Vários estados do Nordeste se apresentaram como candidatos para sediar a refinaria. Finalmente Petrobras decidiu instalar três refinarias na região, uma no Maranhão, uma no Ceará e a maior em Pernambuco (Refinaria Abreu e Lima).

Assim, em 2007, tiveram inicio as primeiras obras relacionadas ao projeto de construção da unidade de refino.

A particularidade dessa refinaria é que deve ser a mais moderna já construída no Brasil e inteiramente construída com tecnologia nacional. Por isso a Petrobras priorizou a contratação de fornecedores locais. Por exemplo, durante a primeira fase das obras (terraplanagem), 95% dos trabalhadores eram do estado do Pernambuco.

 

   

Ensaios de Pile Dynamic Analysis, realizados o 28/10/2011

 

Trabalho da Rincent BTP Brasil

Ensaios Não Destrutivos

A Rincent BTP BRASIL foi contratada por 8 empresas na refinaria com o objetivo de realizar vários ensaios não destrutivos. Nossa empresa já trabalhou sobre as obras e com as empresas seguintes:

  • Casa de Força - ALUSA Engenharia;
  • Consorcio RIT ENGEVIX;
  • Estação de Tratamento Água - ENFIL, VEOLIA;
  • Estação de Tratamento de Despejos Industriais - EGESAS, TKK Engenharia;
  • Pátio de Coque - FIDENS;
  • SE6900 - ORTENG;
  • SNOX - Consorcio Empresa Brasileira de Engenharia (EBE), ELUSA Engenharia;
  • Tancagem Diesel - TOMÉ;
  • Tubovia - IPOJUCA INTERLIGAÇÕES;
  • Unidade Enxofre - ALUSA Engenharia, Construtora Barbosa Melo;
  • Unidades de Coque - Camargo CORREA, CNEC WORLEY PARSONS Engenharia.

Assim nossa empresa já realizou:

  • mais de 18 700 ensaios de Pile Integrity Test (pela integridade das estacas);
  • mais de 110 ensaios de Pile Dynamic Analysis (pela capacidade máxima da carga das estacas);
  • mais de 290 ensaios de Prova de Carga Estática (para determinar a capacidade de carga das estacas ao longo de tempo).

 

   

Prova de Carga Estática